Arquivo de Notícias | Ramirez - Conservas

Ministro do Mar visita a «Ramirez 1853»

16/03/2022 O ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos, assegurou hoje, no decurso de uma visita à «Ramirez 1853», que o Governo está “a avaliar” os apoios ao setor da pesca e às indústrias de conservas de peixe. A iniciativa foi também uma forma de homenagear Manuel Ramirez, que faleceu no passado dia 8 de março, e que o ministro considerou «um inovador, que levou a indústria das conservas a um patamar superior». Ricardo Serrão Santos iniciou hoje uma visita de dois dias pelo Norte de Portugal. Em Sabrosa e Vila Real participa em atividades relacionadas com os 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães.

Ramirez vence PNA 2021 na categoria de “Agricultura Sustentável”

09/03/2022 A Ramirez venceu a 10.ª edição do Prémio Nacional de Agricultura (PNA) na categoria de “Agricultura Sustentável”. O PNA 2021, que recebeu mais de 1300 candidaturas, distinguiu os casos nacionais de sucesso na agricultura, agroindústria, florestas e pecuária em seis categorias: Jovens Agricultores, Empresário em Nome Individual, Agricultura Digital, Agricultura Exportadora, Agricultura Sustentável e Personalidade do Ano. Jorge Cidade, National Key Account Manager – Off Trade, recebeu a distinção em nome da Ramirez. O PNA é dinamizado pelo BPI e pelo Grupo Cofina, com o patrocínio do Ministério da Agricultura e o apoio da PricewaterhouseCoopers & Associados – SROC, Lda (PwC).

Faleceu Manuel Ramirez, o diplomata das conservas

08/03/2022 Manuel Guerreiro Ramirez, que era o presidente do conselho de administração da Ramirez & (Cª), Filhos, SA, faleceu hoje, aos 80 anos, no hospital, onde estava internado desde o início de 2022. Nascido a 1 de setembro de 1941 em Vila Real de Santo António, Manuel Guerreiro Ramirez dedicou mais de 60 anos da sua vida à indústria de conservas de peixe, com a qual tomou contacto aos 15 anos de idade.
Desses tempos, recordava com saudade o «doce e desaparecido aroma a atum cozido, que invadia as narinas de todos em Vila Real de Santo António». Bisneto do fundador da Ramirez, Manuel Ramirez operacionalizou em 2015, com os filhos, a nova unidade industrial da empresa em Matosinhos – a Ramirez 1853 – localidade para onde o seu pai Emílio, neto do fundador, tinha na década de 40 deslocado a principal fábrica da família.

Viveu e formou-se em Hamburgo, Londres e Paris. Na Alemanha trabalhou numa fábrica que produzia e comercializava conservas de arenques. Em Inglaterra trabalhou na área comercial de um ‘broker’ da City de Londres. Em França cursou Engenharia Alimentar, com especialização em conservas.
Foi presidente da Associação Nacional dos Industriais de Conservas de Peixe (ANICP) e da Associação Europeia dos Processadores de Pescado (AIPCEE), qualidade em que, fazendo uso de toda a sua diplomacia, conseguiu unir a família europeia das conservas nos grupos de trabalho Atum e Sardinhas e fazer promulgar pela Comunidade Europeia a denominação de origem da ‘sardina pilchardus walbaum’ (pescada nas águas portuguesas e usada nas conservas ‘made in Portugal’), em detrimento de outras espécies da América do Sul, como a ‘sardinops sagax’. Foi também diretor da Confederação da Indústria Portuguesa (CIP), no seio da qual desenvolveu o Código de Boas Práticas Comerciais, bem como da Associação Comercial de Lisboa. Durante várias décadas, e à semelhança do pai, foi também cônsul da Finlândia, responsabilidade que, entretanto, transmitiu ao filho Manuel Teixeira Marques Ramirez.

Criou laboratório próprio de controlo de qualidade e batalhou pela introdução de redes de frio e congelação, que, há mais de 40 anos, revolucionaram as relações laborais no setor, ao permitir emprego a tempo inteiro.
Manuel Guerreiro Ramirez foi também o responsável pelo desenvolvimento e introdução mundial das latas de conservas de peixe tal como hoje são conhecidas – com argola de abertura fácil e sem necessidade de chave – tendo dedicado três anos de trabalho a este projeto, até encontrar o ponto de equilíbrio da incisão da tampa que favorecesse uma abertura fácil, mas sem comprometer a segurança da lata.

Em 2015, o empresário inaugurou aquela que é apresentada como ‘a obra da sua vida”’ – a fábrica “Ramirez 1853”, em Lavra, Matosinhos – que foi a primeira unidade nova da empresa em mais de 70 anos e que é considerada, por auditores internacionais, como uma das fábricas mais “verdes” e funcionais do mundo no setor agroalimentar.
Conciliando duas das suas paixões, a engenharia alimentar e a saúde, lançou, em 2020, o TunaFunctional, uma conserva funcional de atum, testada cientificamente, que favorece o reforço do sistema imunitário, a preservação da saúde e o bem-estar.

Ramirez dá novo significado à expressão “vestir a camisola”

13/02/2022 Hoodies, t-shirts, bonés, gravatas, máscaras, canecas, paliteiros, bandejas ou até o livro com a história da Ramirez estão agora disponíveis na área de Merchandising da loja online da empresa. Clientes, fãs, seguidores e colecionadores podem agora conferir novo significado à expressão “vestir a camisola”. Na seleção e conceção dos produtos, a Ramirez procurou respeitar a ideia segundo a qual os melhores brindes corporativos são os que os nossos clientes gostam de utilizar.

Apenas um caso positivo de COVID-19, após testagem a 200 colaboradores

16/12/2021 Após testagem a 200 colaboradores, Ramirez confirma apenas mais um caso positivo de COVID-19 sem relação direta com jantar particular de colaboradores.

Com o devido acompanhamento das autoridades de Saúde, a Ramirez & Cª (Filhos), SA realizou no dia 14/12, com recurso a laboratório independente, testes PCR para despiste da Covid-19 a 200 colaboradores. Os resultados revelaram-se negativos, com a exceção de um colaborador que as autoridades de saúde já sinalizaram na sequência de um contágio familiar. Não se confirma assim mais nenhum caso positivo de Covid-19 relacionado com o jantar particular organizado por alguns colaboradores da empresa.

Em síntese, confirmamos os seguintes casos de Covid-19:

– 11 casos resultantes de um jantar particular;

– 2 casos por contágio indireto a familiares de colaboradores presentes nesse jantar particular;

– 1 caso resultante de um contágio familiar, não relacionado com o referido jantar particular.

A Ramirez reitera que sempre cumpriu todos os requisitos sanitários, todas as regras em vigor e estipuladas pela DGS, tendo em muitas situações ido bem mais além do que é exigido, como por exemplo o controlo de temperatura à entrada da fábrica, horários desfasados de entrada na fábrica e de refeições ou transporte personalizado para os colaboradores.

A Ramirez tem mantido o máximo rigor nas medidas precaucionárias desde o início da pandemia de Covid-19 e lamenta profundamente todas as falsas informações que alguém decidiu passar para a comunicação social, sem que tenha havido o cuidado de as verificarem e validarem pelas entidades envolvidas. Este tipo de especulações e distorção das informações destroem valor e prejudicam gravemente todas as empresas e os seus colaboradores e demais stakeholders.

Face a estes dados e informações, que confirmam aqueles que haviam sido anteriormente divulgados pela Ramirez, a empresa irá agora analisar a atuação do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB) neste assunto, incluindo todas as declarações proferidas em público pelos seus representantes, a fim de avaliar a sua responsabilização.

Ramirez confirma 13 casos de Covid-19

14/12/2021

Na sequência das notícias que desde ontem são difundidas pela comunicação social na sequência de um comunicado do SINTAB, que não mereceu, numa primeira instância, o devido escrutínio junto da Ramirez & Cª (Filhos), SA ou sequer das autoridades de saúde, entendemos esclarecer o seguinte:

Facto 1: Ocorre um jantar particular, sem conhecimento da Administração, no dia 3/12, que envolveu alguns funcionários de um departamento da Ramirez.

Facto 2: 6/12, um funcionário apresenta alguns sintomas – foi imediatamente isolado e identificado o problema. Administração tem conhecimento do jantar, identifica o problema e foi tomada a decisão de testar todos os colaboradores que participaram nesse jantar particular.

Facto 3: 07/12 foram realizados 31 testes, dos quais 11 testaram positivos e foram imediatamente isolados. Por haver familiares também funcionários da empresa, nesse dia foram colocados mais 3 colaboradores em isolamento profilático, dois dos quais testaram positivo posteriormente. Resultados colocados na plataforma SNS.

Facto 4: 9/12, foram realizados testes a todos os colaboradores da Ramirez – os resultados foram 100% negativos. Delegação de Saúde do Norte acompanha todo o processo.

Facto 5: 14/12, hoje estamos a realizar testes PCR a 100% dos colaboradores, cujos resultados serão conhecidos em tempo oportuno. Processo acompanhado pela Delegação de Saúde do Norte.

A Ramirez sempre cumpriu todos os requisitos sanitários, todas as regras em vigor e estipuladas pela DGS, tendo em muitas situações indo bem mais além do que é exigido, como por exemplo o controle de temperatura à entrada da fábrica. Nunca baixamos a guarda, mantivemos e mantemos todo o rigor dentro de portas independentemente do estado pandémico nacional. Lamentamos profundamente todas as falsas informações que alguém decidiu passar para comunicação social, sem que tenha havido o cuidado da mesma ter sido verificada e validada pelas entidades envolvidas. Este tipo de especulações e falsas informações destroem valor e prejudicam gravemente todas as empresas e os seus colaboradores e demais stakeholders.

Ramirez desafia fãs a editarem vídeos criativos

A Ramirez dinamiza, até 10 de outubro, um passatempo que desafia os seus fãs a editarem vídeos criativos para ilustrar a música do spot «Ramirez é atum, tum, tum», que já se tornou viral nas redes sociais. Os cinco melhores vídeos serão premiados com packs “Portugueses com orgulho”, composto por 25 latas de conservas de peixe Ramirez, uma t-shirt e uma máscara Ramirez. O regulamento pode ser consultado AQUI.

Ramirez distinguida com o Estatuto Inovadora COTEC 2021

A Ramirez acaba de ser distinguida com o Estatuto Inovadora COTEC 2021, em reconhecimento da sua solidez financeira, capacidade de inovação e desempenho económico.

O Estatuto Inovadora COTEC 2021 é uma iniciativa da COTEC Portugal, associação empresarial portuguesa para a promoção da inovação e cooperação tecnológica empresarial, que pretende distinguir empresas nacionais com elevada performance, quer económico-financeira, quer no desenvolvimento de novas soluções tecnológicas e de produto.

«A atribuição deste prestigiante estatuto, é, para nós, um imenso reconhecimento do trabalho sério, sustentável e, em muitos domínios, inovador, que nos permite continuar a surpreender, aos 168 anos de atividade», revela Manuel Ramirez, administrador.

Ramirez lança conserva de salmão ao natural

A Ramirez & Cª (Filhos), SA, a indústria de conservas mais antiga do mundo em laboração, volta a inovar e apresentou este mês ao mercado uma nova referência, o salmão ao natural, que reforça o seu portefólio de produtos no segmento “alimentação saudável”, assinatura que a marca adotou há mais de 20 anos.

«A Ramirez é uma acérrima defensora da dieta mediterrânica, que privilegia o peixe e as suas mais-valias nutricionais, pelo que procuramos constantemente reforçar e diversificar a nossa oferta com inovadoras propostas de alimentação saudável. No último ano, lançamos o TunaFunctional, um atum funcional que os nutricionistas já não dispensam nas suas prescrições, mas também diversas referências no segmento bio. O salmão afigura-se assim uma opção duplamente natural. É conservado ao natural, em água e sal. E conserva, com naturalidade, a nossa estratégia de marca», afirma Manuel Ramirez, administrador.

Esta nova referência da Ramirez, que produz mais de 200 conservas diferentes, reflete a atenção da marca às tendências dos hábitos de consumo, que privilegiam, cada vez mais, a saúde, a porção adequada, a rapidez de preparação e a conveniência.

«O salmão em conserva é uma das referências mais procuradas a nível europeu e a Ramirez vai assim ao encontro do desejo dos consumidores portugueses, passam a ter uma solução de grande qualidade», explica Manuel Ramirez.

A conserva de salmão ao natural da Ramirez é produzida a partir da espécie Salmo salar, capturada na Noruega, e apresenta-se em porções, sem pele e sem espinhas.

 

COMPRAR » SALMÃO RAMIREZ

Envios grátis. Sempre.

Agora, na nossa loja online, os portes são por nossa conta. Para Portugal Continental, os envios passam a ser grátis para compras superiores a 65 euros. Os custos de transporte para Espanha continental também não serão contabilizados, para compras superiores a 95 euros.

Se utilizar o código “ramirez15”, poderá ainda beneficiar de um desconto de 15%.

Nunca foi tão fácil comprar Ramirez e conservar o seu dinheiro. Boas compras e bom apetite. Privilegie alimentação saudável.

Visite a nossa LOJA ONLINE.